quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Porque há momentos em que queremos curtir o sofrimento... Ponderar onde erramos.... Onde o caminho se perdeu e fomos por um atalho sem saída. ...  O que senti foi amor.... Um amor tão grande que dava para dois.... Mas tudo acaba... Desaparecem as ilusões como um nevoeiro que se levanta devagarinho pela manhã. ... E se transforma numa gota de água percorrendo a face.... Chorei.... Lamentei... Mas percebi que cada coisa tem o seu tempo. ... Isolei-me... Magoei quem me era próximo,  cortei amarras...
 E renasci.... Como se um fogo tivesse destruído toda a minha vida para que tudo floresce-se com um esplendor imenso.... E vejo tudo de uma forma tão diferente... Se voltava atrás?  Todos ponderamos voltar.... Porque o ser humano quer estabilidade... mas prefiro a instabilidade do meu sorriso que agora se tornou sincero.... E grito ao mundo que estou feliz sim!!!! Sou eu de novo... O que me fazia chorar perdeu-se no tempo... Nem lembro mais as razões.... Apenas lembro o dia de hoje em que acordei sorrindo.... Em que abraço as estrelas com um olhar e deixo a imensidão de tudo o que é belo tomar conta....